3 etapas simples para aplicar design thinking em seus projetos

3 etapas simples para aplicar design thinking em seus projetos

O design thinking revolucionou a forma de se pensar soluções inovadoras para os problemas. Nele, toda equipe é envolvida e utiliza sua diversidade para superar as barreiras e chegar aos resultados que realmente satisfaçam o consumidor.

Uma nova forma de pensar problemas

Essa nova forma de pensar os problemas de maneira coletiva e colaborativa mapeia as reais necessidades, desejos e percepções de seu consumidor para buscar soluções que realmente satisfaçam o cliente.

1ª etapa – Ache a oportunidade

Por isso, a primeira etapa é reconhecer onde está a oportunidade de inovação. É preciso conhecer os pontos fortes e fracos do negócio e ambiente. Quais são as fragilidades, contexto e cenário. Aqui é possível fazer análise SWOT, benchmarking, pesquisas e reuniões.

2ª etapa – Defina um serviço/produto

Depois de reconhecida a necessidade a ser atendida, é hora de pensar o serviço ou produto que poderá atendê-la. Para além das estatísticas, é interessante observar as percepções do cliente. Com o Processo Heurístico, é possível avaliar essas sensações subjetivas já que é um método capaz de analisar as ações intuitivas e inconscientes.

3ª etapa – Faça um protótipo

No processo criativo, é possível desenvolver um protótipo do produto ou serviço (MVP – Minimum Viable Product) para testar a ideia. Com os testes e aprimoramentos desenvolvidos, a ideia é lançada, podendo sempre ser melhorada.

Um case de sucesso foi o de Doug Dietz, designer responsável pela construção de uma máquina de ressonância magnética para a GE Healthcare. Porém, no hospital as crianças tinham muito medo de fazer o procedimento utilizando a máquina que desenvolveu. Ele não havia considerado a experiência e sentimento dos usuários. Com isso, ele realizou o Design Thinking para melhorar seu produto. Entrou no mundo das crianças, com uma equipe e pesquisas, para criar um ambiente agradável para elas. O resultado foi sensacional, aquilo que era aterrorizante se tornou divertido até.

Essa é uma forma bastante humana de inovar e que pode ser usada em qualquer área de negócio, como em uma equipe de vendas para buscar novas formas de realizar seu trabalho e melhorar os resultados. Ou gestores que precisem ver novas formas e produtos e melhorar sua atuação no mercado.

No MBA em Gestão de Projetos, você poderá colocar em prática essa ferramenta e utilizá-la não só profissionalmente, mas também em todas as áreas de sua vida. Entre em contato para saber mais informações.

Clique aqui e fique por dentro dos cursos disponíveis na Conexão FGV.

0

Nenhum comentário

No comments yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.